FAZENDO SEU BACKUP NA NUVEM COM CRASHPLAN

Todo mundo já está careca de saber a importância de um backup e mais ainda, da frequência que você o realiza, ou pelo menos, vai dar a importância devida quando perder todos os arquivos do computador.

Mas por onde começar? Como não tornar essa tarefa um porre (ela realmente é!)

Entre vários serviços pesquisados, o CrashPlan foi o que mais me agradou, seja pelo preço (US$49,99 anuais) como pela praticidade da ferramenta. Nela, é possível determinar de quanto em quanto tempo ele varrerá seu computador para localizar arquivos novos ou mais recentes, quais pastas vão ser copiadas e a quantidade de processamento utilizado no computador, assim você não fica impossibilitado de trabalhar enquanto o backup rodar.

Como este preço tem espaço ilimitado de armazenamento, é possível configurar para que o servidor mantenha cópias de arquivos deletados de seu computador por um tempo determinado ou até para sempre.

Na hora de recuperar um arquivo, a mesma coisa. Você escolhe a versão mais recente ou qualquer uma das versões armazenadas no serviço.

Mas, como nem tudo é uma maravilha, prepare-se para um longo período de upload. Eu assinei o serviço em Novembro em 2011 e só após alguns meses consegui finalizar meus quase 200Gb de arquivos (aproximadamente 180 mil arquivos) que possuo, o jeito é desencanar e deixar rolar, afinal, para isso que serve o backup, para te manter despreocupado.

A coisa ainda poderia ser melhor se morássemos nos EUA com taxas de upload bacanas, ou então utilizar o serviço que eles disponibilizam onde você pode enviar um HD físico com todos os seus dados para incrementar o backup, ou também receber um HD com todos os seus arquivos em casos mais extremos.

Além do programa que roda em segundo plano no Mac ou Windows, o Crashplan ainda te envia um e-mail diário com o progresso do backup, esses alertas podem ser configurados via DM do Twitter também.

Existem ainda alguns planos familiares e até empresariais com direito à vários computadores na mesma conta.

Obs: Como backup nunca é demais, eu mantenho um HD externo como Time Machine no Mac.

Update:
Descobri só agora o aplicativo do Crashplan para iOS, agora tenho acesso à todo o meu backup em qualquer lugar, a qualquer momento.

Confira:
crashplan.com