FILMANDO COM IPHONE 6 EM SLOW MOTION

O iPhone tem se tornado uma baita ferramenta para fotografia e filmagens, isso ninguém nega. Mas pouca gente realmente testa todos os recursos do aparelho que tem em mãos.

Foi quando resolvi finalmente experimentar os filmes em slow motion de 240fps ou 120fps. Os resultados são incríveis, veja:

Claro que, editar no smartphone é um trabalho muito mais difícil, então a melhor solução é filmar tudo, passar para o computador e brincar de editar.

AUMENTA O RETORNO! TIM MAIA – O FILME

Estréia dia 30/10, o filme sobre a história do rei da polêmica e do soul brasileiro, Tim Maia!

No elenco, destaque para Cauã Reymond e Alinne Moraes e um time de atores para contar toda a trajetória de Tim, quase um renegado da Jovem Guarda, passando por contravenções nos EUA e muito, mas muito GROOVE!

Se liga na porrada:

O filme é baseado no livro “Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia” de Nelson Motta e a direção é de Mauro Lima, do ”Meu Nome Não é Johnny”.

(Destaque para o Roberto Carlos, quase que um ídolo e rival de Tim)

FILME: HOMEFRONT / LINHA DE FRENTE

A história já é batida: Jason Statham é um viuvo e policial aposentado, que depois de acabar com a raça de uma quadrilha inteira de motoqueiros, se muda para uma pacata cidade do interior com sua filha e só quer paz.

Mas o cara é tipo Rambo e a encrenca o persegue, e após sua filha encher um balofo de porrada na escola, a mãe e o tio (James Franco) drogados resolvem infernizar a vida do careca que bota pra quebrar e arrebenta com todo mundo.

Como a produção do filme é do Stallone, já dá para ter uma idéia da quantidade de vingança e violência do longa, que mesmo com o roteiro pouco original, consegue te prender até a última cena.

Recomendo.

 

FILME: ATÉ O FIM

Numa mistura de “Náufrago” e “Gravidade”, Robert Redford encara o papel de algum homem perdido no meio do nada, velejando supimpamente, quando seu barco dá uma trombada com um contâiner cheio de tênis chineses.

Não há nome e nem história do personagem, muito menos um segundo ator ou qualquer efeito ultra especial, mas nem por isso você ficará entediado com naufrágio. É tensão quase que do início até o final do filme, mas nos últimos segundos mesmo.

Veja o trailer oficial:

VALEU POR TUDO, KOMBI

Era década de 80, me lembro de um saudoso tio que trabalhava com entregas e tinha uma Kombi que também servia de transporte para nossas aventuras no litoral norte de São Paulo, e nela cabia de tudo: malas, mantimentos, instrumentos musicais, crianças e adultos. De um tudo tinha dentro daquele carro em forma de pão de forma.

Ela também servia de guia de turismo e nos levava para conhecer outras praias da região, mesmo que para isso, tivéssemos que retornar para casa com o corpo todo temperado de areia de praia, cozinhando no calor de verão.

Mas quem ligava para isso? Não tenho uma lembrança ruim, somente as boas sensações que cabiam naquela Kombi.

Com certeza você também tem pelo menos uma lembrança dentro de um desses milhões de carros fabricados pela Volkswagen.

O futuro engoliu a Kombi, o futuro levou nossa infância, nossas viagens com a família para a praia.

Que venha o novo!